5 passos que você deve seguir para pagar as suas dívidas

O artigo de hoje é dirigido especialmente a quem procura um caminho seguro para pagar o que deve. Não existe nenhuma solução mágica que faça você livrar-se das suas dívidas da noite para o dia (a não ser que ganhe o Euromilhões), mas existem boas práticas que podem ajudar a alcançar esse objetivo mais rapidamente e com menos custos.

Antes de avançar para as dicas quero deixar aqui 4 questões que você deve colocar a si próprio(a):

Que dívidas eu devo pagar primeiro?

Normalmente, você deve tentar pagar primeiro a dívida que tem a maior taxa de juro. Por exemplo, as dívidas do cartão de crédito são mais caras do que um crédito à habitação.

Será que eu posso pagar mais todos os meses?

Veja onde pode cortar nos seus gastos até que você consiga saldar a sua dívida.

Será que eu posso consolidar os meus créditos?

Isso reduz a taxa global de juros sobre as suas dívidas.

Como posso evitar assumir mais dívidas?

Por exemplo, pague as compras do dia a dia (mantimentos, despesas domésticas, etc.) em dinheiro evitando assim o uso dos cartões de crédito. Os cartões de crédito das grandes superfícies comerciais geralmente cobram 20% ou mais em juros. Se você ficar uma dívida de 1.000€ você pode pagar até 200€ de juros no primeiro ano. Cartões de crédito das instituições financeiras também cobram taxas de juro elevadas.

como pagar as dívidas passo a passo

5 passos que você deve seguir para pagar as suas dívidas

1. Defina o seu orçamento mensal

Procure maneiras de cortar nos seus gastos para que possa juntar dinheiro para pagar as dívidas. Mesmo juntando apenas uma pequena quantia todos os meses vai permitir-lhe começar a reduzir o montante de juros que você paga.

2. Pague em primeiro lugar a dívida que tem a taxa de juro mais alta

A sua maior dívida pode não ser a que custa mais caro. O seu crédito habitação pode ser a maior dívida que você tem, mas provavelmente também é a mais barata. Para saber qual é a dívida mais cara, olhe para a taxa de juro que você está a pagar, e não para o montante que você deve. Para a maioria das pessoas, pagar as dívidas dos cartões de crédito em primeiro lugar é a melhor opção.

3. Consolide as suas dívidas

Se você tem várias dívidas diferentes, considere a opção de consolidação de créditos. Isso significa pedir um empréstimo ou aumentar a sua hipoteca para obter dinheiro suficiente para saldar todos os outros empréstimos. A grande vantagem é que você consegue baixar a taxa de juro global e dessa forma o custo global das dívidas irá diminuir. Esta solução apenas funciona se você não acumular mais dívidas.

4. Defina transferências (retiradas) automáticas

Quando você tem dinheiro extra na sua conta, você pode cair na tentação de gastá-lo em vez de usá-lo para pagar as suas dívidas. No entanto, se o dinheiro for retirado da sua conta automaticamente, você não terá chance de gastá-lo. Veja se o seu banco pode fazer uma retirada automática da sua conta todos os meses. O montante retirado pode ir para uma conta separada que você irá usar para pagar o(s) empréstimo(s). Ou pode ser usado para pagar automaticamente as dívidas.

5. Faça pagamentos extra

Muitos credores hipotecários permitem que você faça pagamentos extra, além dos pagamentos recorrentes. Pagar a hipoteca, mesmo que seja só um pequeno montante, pode reduzir drasticamente o custo global do empréstimo ao longo dos anos.

Receba as nossas dicas / notícias diretamente no seu email:

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *