Como poupar dinheiro rápido todos os meses: 10 hábitos que podem financiar os seus sonhos

Aprender a arte de poupar dinheiro pode levar anos, e muitas das pessoas que hoje conseguem colocar algum dinheiro de lado consistentemente sem dúvida que cometeram muitos erros ao longo do caminho, até encontrarem as estratégias que funcionam melhor para elas.

Mas, se você quer aprender como poupar o máximo de dinheiro possível no mais curto período de tempo, continue a ler este artigo porque eu irei revelar alguns hábitos que poderá introduzir na sua vida e assim evitar os erros que muita gente comete (especialmente no início).

como poupar dinheiro rapido

 

Como poupar dinheiro rápido

 

1. Gastar menos do que ganha, em vez de ganhar mais do que gasta, irá libertá-lo da armadilha do “querer sempre mais e mais”. A realidade mostra que as despesas tendem a aumentar com o aumento do rendimento – resultando em mais tralhas, mais responsabilidades e menos tempo e energia para fazer aquilo que você realmente gosta. Aprender a viver de forma simples e dentro das suas possibilidades (e a desfrutar disso) é um dos melhores investimentos que você pode fazer.

2. Criar riqueza é um hábito – É o resultado de milhares de pequenas decisões. Desenvolva uma estratégia que sirva os seus objetivos a longo prazo e trabalhe a sua disciplina em relação ao dinheiro no curto prazo. É um hábito. Não acontece da noite para o dia.

3. Se você está a pensar em comprar algo e não pode pagar a pronto, é sinal de que não é para a sua bolsa. Aguarde até ter dinheiro suficiente. Nessa altura você até pode aperceber-se que não era nada realmente importante e desistir da compra. De qualquer das formas, o importante é evitar contrair dívidas.

4. Entenda porque é que o dinheiro é importante para você. Liberdade, flexibilidade, segurança, educação, filhos, investir em si mesmo, impacto, viagens – o que é que o dinheiro significa para si? O dinheiro por si só não é inerentemente motivador. O que é motivador é o significado que lhe atribuímos. Você ficará mais motivado para poupar se souber porque é que está a poupar. Da mesma forma, também tomará melhores decisões relativamente ao dinheiro se souber o que realmente quer. Mantenha lembretes visíveis à sua volta para não perder o seu objetivo de vista.

5. Crie um fundo de maneio. Um fundo de maneio permite-lhe continuar a fazer a sua vida normal mesmo com os desafios financeiros e as incertezas. Ao mesmo tempo, fornece um nível básico de segurança e permite que você faça mudanças na sua vida que podem ser arriscadas, mas que valem a pena.

– Calcule qual é o montante mínimo que precisa para fazer face às suas despesas mensais. O seu primeiro objetivo financeiro é economizar 6 vezes esse valor. Este será o seu fundo de maneio. Coloque-o de lado e não lhe mexa.

6. Crie uma escapatória. A sua escapatória é o tempo que você pode viver sem rendimentos antes de ser forçado a arranjar emprego. Criar a sua escapatória dá-lhe a independência necessária para perseguir aquele projeto apaixonante que você tem andado a adiar, ou para viajar ou fazer grandes mudanças de estilo de vida que outras pessoas não podem fazer. Esta estratégia compra-lhe tempo e espaço para se reinventar.

– Você pode começar a criar a sua escapatória de duas maneiras: economizando mais dinheiro ou reduzindo as despesas. Por exemplo, se você poupou 1000€ e as suas despesas mensais são de 500€, você tem uma escapatória de 2 meses. Se as suas poupanças permanecerem iguais, e se você aprender como reduzir as suas despesas mensais para 250€, agora terá uma escapatória de 4 meses.
– Aprender como reduzir as despesas enquanto ainda está a trabalhar irá fazer com que consiga criar a sua escapatória muito mais rapidamente, pois não estará apenas a gastar menos, mas também a economizar mais.
– Não cometa o erro de não criar uma escapatória apenas porque atualmente você ainda não sabe como poderá usá-la. Comece a criá-la agora, e então quando a oportunidade aparecer, você não terá desculpa para não ir em frente.

7. Economize por defeito. Por outras palavras, isso é o que acontecerá quando você não faz nada. Coloque dinheiro de lado primeiro, depois descubra como chegar ao final do mês com o dinheiro que sobra. Isso irá colocá-lo num grupo restrito, porque a maioria das pessoas faz precisamente o contrário.

– Transfira dinheiro para a sua conta-poupança no dia a seguir a receber o seu salário – antes que possa gastá-lo. Isso obriga-o a descobrir como chegar ao final do mês com o que resta. Dar prioridade ao seu futuro sempre que receber cada salário tornar-se-á um lembrete recorrente de que você acredita que merece tudo de bom.
– Depois de determinar o montante que deseja colocar de lado todos os meses, automatize o processo agendando transferências automáticas para a sua conta-poupança. À medida que se for tornando melhor na arte de poupar e viver abaixo das suas possibilidades, continue a aumentar as transferências mensais.
– Se receber algum rendimento inesperado (herança, bónus, venda, etc.) e não souber o que fazer com o dinheiro, coloque-o imediatamente na sua conta-poupança. Se não quiser colocar lá tudo, coloque pelo menos uma boa parte.

8. Faça com que gastar dinheiro seja uma tarefa difícil. Quanto mais esforço for necessário para gastar dinheiro, menos provável é que você acumule despesas desnecessárias. A ideia aqui não é deixar de gastar dinheiro completamente, mas sim estar consciente dos seus gastos de forma a comprar somente coisas que agregam valor à sua vida.

– Abra uma segunda conta bancária noutro banco para que as suas poupanças não estejam na sua conta corrente. Escolha um banco barato e que de preferência não cobre comissões de manutenção.
>>> Veja aqui quais são os bancos mais baratos e os mais caros em Portugal.
– Não peça cartão nem cheques da sua conta de poupança.
– Se você gasta excessivamente com o cartão de crédito, guarde-o em casa e use dinheiro para todas as compras offline. Gastar em excesso torna-se mais difícil quando você sente e vê as notas a “fugir” das suas mãos, e para além disso quando o dinheiro acabar terá obrigatoriamente que parar de gastar.

9. Faça com que gastar dinheiro seja doloroso. A melhor maneira de mudar os seus maus hábitos no que toca a gastar dinheiro é estar ciente deles. A ideia não é ser masoquista – na verdade, é precisamente o contrário. A dor é altamente motivadora e pode ser uma forte aliada para levar a cabo mudanças significativas.

– Faça um controlo mensal. Verifique as suas despesas do mês passado e examine todas as transações – uma por uma. Se mantiver essa disciplina todos os meses, irá tomar consciência dos maus hábitos que não servem os seus objetivos de poupança. Apenas estar ciente muitas vezes é suficiente para começar a mudar os nossos comportamentos. Quando chegar ao ponto em que se torna doloroso revisitar certas transações no final de cada mês, você será forçado a mudar ou então a deixar de estar ciente. A escolha é sua!
– Este processo também permite detetar e lidar com quaisquer problemas financeiros imediatamente.
– Pague todos os seus cartões de crédito na íntegra todos os meses.
– Registe e acompanhe as suas receitas mensais, despesas e poupança. O que estiver registado pode ser controlado.

10. As suas transações financeiras são um registo de quais eram as suas prioridades no passado. Para onde quer que o seu dinheiro tenha ido – essas eram as suas prioridades. Não se engane pensando que assim não era.

 

Mudar os seus hábitos para começar a poupar dinheiro rapidamente todos os meses apenas depende de si, e lembre-se que as decisões que tomar agora influenciarão irremediavelmente o seu futuro.

Receba as nossas dicas / notícias diretamente no seu email:

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *