Como sair das dívidas urgente (5 passos simples)

Viver com dívidas pode ser uma experiência muito estressante. Independentemente das suas circunstâncias, se tiver pedido um empréstimo, você é obrigado a pagá-lo mesmo que ocorram alterações na sua vida, tais como perder o emprego, ter um acidente grave ou mesmo se as suas despesas aumentarem por conta de ter tido mais um filho para sustentar.

Por vezes, a dívida pode ser apenas uma consequência não intencional de gastos excessivos no período de férias – ou gastos excessivos em qualquer outra época do ano. Muitas pessoas tentam livrar-se das suas dívidas, mas a vida troca-lhes as voltas de tal forma que algumas acabam por desistir. Mas você não precisa fazer parte desse grupo… todos os dias outras tantas pessoas conseguem ver-se livres das dívidas, e mais, elas conseguem-no num curto período de tempo.

Por isso, se quer realmente ter liberdade financeira é importante ter um plano para pagar as suas dívidas de uma vez por todas!

Como sair das dívidas urgente

Como sair das dívidas urgente (5 passos simples)

 

1. Tome a decisão consciente de parar de pedir dinheiro emprestado

Se quer livrar-se das dívidas rapidamente, primeiro tem que parar de usar dinheiro emprestado para financiar o seu estilo de vida. Isso significa que não pode mais comprar mobília a crédito, não pode pedir mais cartões de crédito, e nada de test drives para comprar carro novo que você não pode pagar. Esta mudança de mindset irá ajudá-lo a concentrar-se apenas na dívida que você tem atualmente para que possa desenvolver um plano para pagá-la rapidamente.

2. Estabeleça um fundo de emergência inicial de 1000€

Você deve estar a perguntar-se: “Porque razão é importante ter um fundo de emergência”? Bem, se você não tem dinheiro no banco e acontecer algum imprevisto para o qual seja necessário dinheiro, como é que você vai pagar? Nestas situações de emergência, a maioria das pessoas recorrem aos cartões de crédito… e isso não faz qualquer sentido… porque se você está a tentar pagar as suas dívidas, então precisa colocar uma “barreira” entre você e a dívida – Isso é exatamente o que um fundo de emergência faz. Ao estabelecer um fundo de emergência, se algo inesperado acontecer você pode recorrer ao fundo e não precisará de se endividar ainda mais.

3. Crie um orçamento realista e cumpra-o

Criar um orçamento de modo a controlar os rendimentos e as despesas é crucial para libertar-se das dívidas num curto período de tempo. Isso irá ajudá-lo a avaliar como estão as suas finanças para que você possa avançar em direção ao seu objetivo.

Criar um orçamento irá permitir-lhe saber se você tem dinheiro de sobra (superávit), ou se está no vermelho (déficit). O objetivo é aumentar o seu superávit e usar esse dinheiro para pagar a sua dívida.

De seguida, vou indicar duas maneiras de você fazer isso…

– A primeira é arranjar forma de ganhar algum dinheiro extra. Se trabalha à comissão, isso significa que você precisa fazer mais vendas, o que provavelmente implicará ter que trabalhar mais horas. Se tem um emprego com salário fixo e está limitado nas horas que pode trabalhar, então precisará arranjar um segundo emprego.

– A segunda é cortar nas despesas. Passe a pente fino cada item na coluna das despesas do seu orçamento e pergunte a si mesmo: “Como é que eu posso diminuir este número?” Isso pode passar por cancelar serviços que você raramente usa, tais como mensalidade do ginásio, assinatura Netflix ou outros conteúdos pagos, etc. Também pode implicar reduzir o nº de vezes que vai ao restaurantes por mês. O valor que você conseguirá reduzir depende do seu nível de compromisso para pagar as dívidas que contraiu. Quanto mais estiver comprometido, mais fácil será renunciar a alguns dos pequenos luxos da vida.

4. Organize as suas dívidas

Isto é fundamental para delinear um plano para pagar a sua dívida. Existem duas abordagens que merecem ser consideradas…

Na primeira você lista as suas dívidas da menor para a maior independentemente da taxa de juros. Este é um método que muitas pessoas seguem, e a razão porque resulta é porque as pessoas se sentem cada vez mais motivadas ao verem a lista de dívidas a diminuir. Quando alguém paga a sua primeira dívida, ganha um impulso extra para continuar no bom caminho. A partir desse momento a pessoa começa realmente a acreditar que poderá ver-se livre das dívidas de uma vez por todas.

No segundo método, você lista as suas dívidas da que tem a maior taxa de juro para a menor, e vai pagar primeiro a dívida que tem a carga de juros mais elevada. Matematicamente, esta tática faz mais sentido que a primeira porque irá permitir-lhe economizar muito dinheiro em juros.

5. Utilize todo o dinheiro “extra” para amortizar a dívida

Sempre que conseguir amealhar algum dinheiro “extra”, por exemplo: devolução de impostos, venda de um carro, herança, etc. – utilize o montante para amortizar a sua dívida. Quanto mais dinheiro puder aplicar para pagar as suas dívidas, mais rapidamente elas irão desaparecer.

 

A dívida não precisa ser eterna… Desenvolva o seu plano financeiro e comece hoje mesmo a sua jornada para ficar livre de dívidas o mais rápido possível.

Receba as nossas dicas / notícias diretamente no seu email:

One Comment

  1. Alcides says:

    Preciso liquidar uma divida de 7.000 euros de um apartamento que ja foi vendido pelo banco

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *